quarta-feira, 26 de junho de 2013

Terreno abandonado.

Do dragão 
vem o raio 
do sofrimento demasiado
sorrateiro 
terreiro 
de cobras e cascáveis
zomba de tudo
aplaudem o canto
do "cacaota" preguiçoso
que poderia ser um gênio
maldito sonho de sonho
que fica sonhando com tudo
que fica mentindo o fruto
que fica olhando pro fundo
sem olhar para tudo
sem dizer é moribundo
sujo, derrotado
sangrando verde
e pensando esgotado
vomitando azul
e sentindo coitado
estuprado
sem medo sem laço
dizendo obstáculos
e não vivendo como um soldado
quem foi a meretriz que te pariu?
quem foi a maldição que te comeu?
quem foi o anjo que se preocupou ?
com seu rosto doente
seu louco intento
vejo um só sorriso
lascivo sem cheiro.(L.L.C)

Nenhum comentário:

Postar um comentário